Respiração e Capacidade Cardiorrespiratória

Por Samara

Todos sabem que a natação é um esporte que nos proporciona diversos benefícios entre eles:

  • Ajuda na manutenção do peso corporal;
  • Trabalha resistência de força (muscular) e cardiorrespiratória, velocidade, potência, assim capacitando-nos a exercitar-se por mais tempo pois com o tempo iremos “cansar” menos;
  • Como a água diminui o peso corporal, alivia o impacto preservando as articulação;
  • Por aumentar a capacidade cardiorrespiratória auxilia diretamente nos sintomas de doenças pulmonares como a asma, bronquite, DPOC;
  • a água com sua sensação agradável nos oferece relaxamento para todo o corpo, isso auxilia os músculos na sua recuperação.

Para desenvolver habilidades e condicionamento físico, nada melhor que a prática constante. Aconselhamos que tentem se exercitar variando estímulos para as diversas capacidades físicas.

Isso inclui, claro, a capacidade cardiorrespiratória.

A respiração está relacionada ao ritmo e aos níveis de esforço durante as práticas de atividades físicas.

Assim, o seu treinamento deve envolver a realização de atividades que aumentem a frequência do seu batimento cardíaco, fazendo com que você sinta necessidade de ajustar e controlar o ritmo da sua respiração.

Além da natação, atividades como pular corda, saltar, subir e descer degraus, correr, caminhar, andar de bicicleta podem funcionar muito bem para a percepção e controle respiratório.

Outra boa dica é realizar treinamentos intervalados, ou seja, alternar exercícios de alta e baixa intensidade, fazendo com que o corpo desenvolva mecanismos de recuperação ativa após um grande esforço.

Mas você também pode realizar exercícios respiratórios simples e básicos durante suas atividades cotidianas, como alternar a respiração nasal/abdominal, respirações completas, respirações curtas etc.

Estes exercícios têm como objetivo manter a ventilação pulmonar, aumentar o oxigênio disponível no sangue, melhorar a concentração, fortalecer a musculatura respiratória, como o diafragma e os músculos acessórios da respiração. Com isso, diminuem os riscos de infecções pulmonares, insuficiência respiratória e auxiliam no tratamento de doenças que afetam a capacidade de respirar.

Além do aspecto preventivo e de tratamento, atletas de práticas de endurance, como corrida, natação, utilizam exercícios respiratórios pois eles comprovadamente auxiliam na melhora da resistência ao esforço quando aliados ao treinamento especifico das modalidades.

Conforme o corpo se adapta à prática, seja com treinamento de alta intensidade e curta duração, ou de baixa/média intensidade e longa duração, é possível identificar a melhora na resistência cardiorrespiratória através da percepção de esforço e de quanto tempo o corpo é capaz de suportar esse esforço.

Mas lembre-se, sempre procure a orientação de um profissional da Educação Física!

Logo estaremos juntos colocando em prática tudo isso em nossas aulas de Práticas Aquáticas.

Até breve e abraços.

Publicado por Equipe Atividades Aquáticas

Coletivo de Educadores dedicados à aprendizagem das habilidades e competências aquáticas. Mergulhe conosco.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Crie seu site com o WordPress.com
Comece agora
%d blogueiros gostam disto: